L

Foto: Divulgação

O Conselho Nacional do Ministério Público decidiu, por unanimidade, manter a investigação sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a esposa dele Marisa Letícia com o promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo Cássio Conserino. Na última semana, o deputado federal do PT Paulo Teixeira pediu ao conselho para enviar o caso para outro promotor. O deputado alegou que a decisão de Cássio Conserino de ouvir Lula e Marisa teria sido parcial, pois o Ministério Público paulista não teria feito a distribuição aleatória dos processos como manda as normas do órgão. O conselheiro Valter Shuenquener decidiu suspender a oitiva do ex-presidente e de Marisa até que o conselho analisasse o caso. Segundo a Agência Brasil, o conselho ainda determinou que a atuação de Cássio Conserino seja supervisionada pela Corregedoria do Ministério Público de São Paulo para evitar excessos, já que ele teria dado uma entrevista à imprensa onde afirmou que teria elementos para denunciar o ex-presidente.