Yahoo Notícias
isca-mosquito-dengue-close

Foto: reprodução / CPP

Crianças e adolescentes de Recife, Pernambuco, desenvolveram iscas – como ratoeiras – para capturar o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. As iscas são feitas com garrafas pet tiradas do lixo, fita isolante, grãos de arroz e uma espécie de tela, que impede a saída do mosquito depois que ele deposita as larvas no local. Além de sustentável, as mosquiteiras são práticas, ocupam pouco espaço e podem ser colocadas em qualquer lugar da casa. O trabalho foi desenvolvido por cerca de 40 crianças e adolescentes do Projeto Despertando Valores – desenvolvido pela Comunidade dos Pequenos Profetas (CPP) em parceria com a Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental. A produção das iscas foram distribuídas  no Coque, um dos bairros empobrecidos, com alta taxa de violência e incidência da dengue. As crianças foram pessoalmente sensibilizar os moradores locais sobre a importância de combater o mosquito.