size_810_16_9_whatsapp

Foto: Reprodução

Uma decisão da justiça do Piauí pode tirar o WhatsApp do ar em todo o Brasil. O juiz Luiz Moura Correia determinou que as empresas que fornecem acesso à internet bloqueiem o serviço de mensagens, que pertence ao Facebook. A notícia foi primeiro publicada pelos sites O Globo e Época e depois confirmada a EXAME.com pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí. Uma foto do mandado judicial expedido pela justiça do Piauí, enviado à Telefônica Vivo e, supostamente, também a outras empresas de telecomunicações, foi publicada no site da Época. O texto diz: “Suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial, em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados” A decisão foi tomada em 11 de fevereiro e teria sido comunicada à Telefônica Vivo no dia 19. O motivo seria o descumprimento de uma ordem judicial anterior que pedia informações não liberadas pelo WhatsApp, de acordo com o site de INFO. Essas informações estariam ligadas a um processo que teve início em 2013 e que ainda corre em segredo de justiça. A Telefônica Vivo estaria, agora, numa batalha jurídica para cassar o mandado judicial.