Share Button
Foto: Dida Sampaio/Estadão

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O executivo Cláudio Melo Filho, um dos delatores da Odebrecht na Operação Lava Jato, entregou ao Ministério Público Federal o recibo da compra de um relógio suíço Patek Philippe, dado de presente ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo/Michel Temer) em março de 2009. Segundo o Estadão Conteúdo, na nota fiscal da H.Stern consta o valor de R$ 50 mil. Naquele ano, Geddel exercia o cargo de ministro da Integração Nacional do Governo Lula. Cláudio Melo Filho relatou à Lava Jato que o presente foi dado a Geddel pelo aniversário de 50 anos do ex-ministro. “Compramos um relógio Patek Philippe, modelo Calatrava, que foi enviado juntamente com um cartão assinado por Emílio Odebrecht, Marcelo Odebrecht e eu. A compra se deu na loja H. Stern em São Paulo e foi efetivada pelo escritório de Brasília. Conforme nota fiscal, o relógio custou R$ 50 mil.” Geddel é alvo de duas petições decorrentes da delação da Odebrecht. Uma deverá ser enviada à Justiça Federal da Bahia e outra à Justiça Federal do Piauí.