IMAGEM_NOTICIA_5 (11)

Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) ainda não decidiu se vai fazer acordo de delação premiada com a Justiça. Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, ele disse a pessoas que o visitaram na prisão que prefere não falar nada caso ele seja solto pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Por outro lado, os advogados não podem garantir que ele seja liberado. “A delação premiada seduz justamente pela certeza que o réu tem do que vai acontecer em sua vida”, disse uma fonte próxima ao senador à jornalista Mônica Bergamo. O PT teme que Delcídio aceite fazer a delação premiada. Apesar de ter falado mal do partido recentemente, ele também pensa em não fazer o acordo pela dificuldade de retomar a carreira política no futuro. Os próximos recursos da defesa de Delcídio devem ser julgados daqui três meses.