Depoimentos de vítimas da Kiss começam nesta quarta

O juiz de Direito Ulysses Fonseca Louzada, da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, começa a tomar os depoimentos de 60 sobreviventes da tragédia da boate Kiss nesta quarta-feira (26), como parte da instrução do processo contra os quatro réus acusados de homicídio com dolo eventual. As audiências com as testemunhas estão marcadas para o período das 10h às 11h30 e das 13h30 às 17h30 e estão divididas em duas etapas. A primeira vai até sexta-feira (28). A segunda será nos dias 9 e 10 de julho. As sessões são abertas ao público. O incêndio da casa noturna ocorreu na madrugada de 27 de janeiro. A investigação policial apontou como causa o uso de um artefato pirotécnico, durante show da banda Gurizada Fandangueira, que gerou uma fagulha que chegou ao teto e queimou o revestimento acústico da casa. A fumaça tóxica matou por asfixia a maior parte das 242 vítimas. Os réus do processo são os empresários Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann e os músicos Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão. Eles devem ir a júri popular, que não tem data marcada. (BN)