CiroGomes-1-e1451132404398

O cearense Ciro Gomes detona o PMDB | Foto: Reprodução

Ministro nos governos dos ex-presidentes Lula e Itamar Franco, o cearense Ciro Gomes comparou a situação atual como sendo ‘igual aos 10 anos anteriores a 1964’ e ”quase igual a 1964”, período em que aconteceu golpe militar no Brasil. De acordo com a Folha de S. Paulo, Ciro avalia que Dilma é vítima de uma conjuntura política que a colocou na condição de refém ‘da turma da esculhambação’ do PMDB, mas alerta que ela pode acabar pagando o preço por “erros que vêm sendo cometidos desde o governo Fernando Henrique, como no caso da corrupção na Petrobras”; ele também disse não poder afirmar que Lula é honesto, ”porque na vida pública, não basta não roubar. Eu acho que ele não rouba. Mas tem a outra parte da tarefa, que é não deixar roubar. E para isso ele não está nem aí”; sobre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, Ciro disse que “vamos assistir ele ser preso”.