Este pode ser o maior calote da história aplicado por uma empresa latino-americana

A petroleira OGX, do empresário Eike Batista, informou nesta terça-feira (29), por meio de fato relevante, que após meses de negociação não chegou a um acordo com credores. O prazo para um entendimento sobre a dívida termina nesta semana.

Agora, a empresa poderá ter de pedir recuperação judicial. No total, apenas em bônus no mercado internacional, a OGX tem de pagar US$ 3,6 bilhões, segundo a Reuters. Na segunda, as ações da petroleira (a principal empresa do império X) recuaram mais de 17% na Bovespa. De acordo com levantamento da consultoria Economatica feito em julho, a ação da OGX havia caído mais de 95% desde o pico da sua cotação em 2010.

No início de outubro, a OGX havia comunicado ao mercado que não pagaria cerca de US$ 45 milhões das parcelas referentes a juros de dívidas emitidas no exterior, vencidas no dia 1º deste mês. O não pagamento foi considerado o primeiro passo do que pode vir a ser o maior calote da história por uma empresa latino-americana, destacou a Reuters. (G1)