Com informações do Diário de Notícias Globo
140918064111_scotland_referendum_624x351_reuters

Eleitores escoceses rejeitaram a independência do país com quase 10 pontos percentuais de diferença

A Escócia votou sobre a possibilidade de ficar no Reino Unido ou quebrar os 307 anos de união em um referendo sobre sua independência muito equilibrado. Com 31 dos 32 círculos eleitorais apurados, 55,42% dos escoceses votou contra a separação do Reino Unido, contra 44,58% que queriam que a Escócia deixasse a união com a Inglaterra. Os eleitores escoceses rejeitaram a independência do país com quase 10 pontos percentuais de diferença, indicam os dados oficiais. As vitórias do ‘sim’ em quatro condados, incluindo em Glasgow, a maior cidade, não foram suficientes e a vice-primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, foi a primeira a falar e já admitiu a derrota.

Em Edimburgo, por outro lado, 61% dos escoceses votaram ‘não’. A vitória da união, que a BBC prevê recolher 55% dos votos, está a revelar-se até mais folgada do que o previsto nos últimos dias. A participação no referendo aproximou-se dos 86%, o que mostra a enorme mobilização que esta campanha gerou. Sturgeon disse ainda que o resultado mostra que “os escoceses encontraram a sua voz” e que com “mais de um milhão de votos pela independência” não se pode negar que “há um grande apetite por mudança”.