WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Home . Inicio



Max Santa Luzia


Laboratório Checap

Império Store

Drogaria Santana

Gil Lingerie e Confecções


Escolas da rede estadual de Santaluz paralisam atividades após demissão coletiva de funcionários terceirizados

1178326

Foto: Reprodução/ SEC/ Montagem

Escolas da rede estadual de ensino de Santaluz resolveram paralisar as atividades, por tempo indeterminado, a partir desta segunda-feira (4), data em que se encerraria o recesso junino. A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (1), pelos gestores do Centro de Educação Profissional do Campo Paulo Freire, Colégio Estadual Tarcilina Borges de Barros, Colégio Estadual José Leitão e Colégio Estadual Necy Novaes.

De acordo com a diretora do Ceep do Campo Paulo Freire, professora Maria Helena Teixeira, o motivo é a demissão coletiva dos servidores terceirizados ocorrida nesta quinta-feira (30), após o encerramento do contrato entre o governo do estado e as empresas Sandes e Basetec. “Os contratos com essas empresas foram encerrados ontem e todo o pessoal de serviços gerais e setor administrativo foi automaticamente demitido. Com a saída desses funcionários restaram apenas os professores, o que nos deixa sem a mínima condição necessária para realização das aulas. A paralisação também foi deflagrada em solidariedade a estes funcionários, que além de tudo ainda estão com três meses de sálarios atrasados”, afirma. 

De acordo com Maria Helena, um documento está sendo elaborado em conjunto com outras escolas estaduais da região, que passam pelo mesmo problema, e será encaminhado ao Núcleo Regional de Educação (NRE), à Secretaria da Educação do Estado e ao Ministério Público, a fim de cobrar providências para o caso. “As aulas estão suspensas e só retornaremos quando o problema for resolvido. Espero que a secretaria estadual da educação aponte uma solução o mais rápido possível, para que o calendário letivo não seja estendido e os alunos não precisem estudar até o início do ano que vem”, ressaltou a diretora, informado que uma reunião com os pais dos estudantes, líderes de classe e colegiado escolar está prevista para acontecer na próxima terça-feira (5), caso o problema não seja resolvido antes.

Redação Notícias de Santaluz

3 respostas para “Escolas da rede estadual de Santaluz paralisam atividades após demissão coletiva de funcionários terceirizados”

  • Mário cesar disse:

    em 2018 a Bahia corrigirá seus rumos

  • Mário cesar disse:

    em 2018 a Bahia corrigirá seu rumo

  • JOSE PLINIO DE OLIVEIRA disse:

    Somos reiteradamente solidários com a Rede Estadual de Educação Escolar do Município de Santa Luz e com @s [email protected] [email protected] que tanto colaboram com o seu trabalho para o funcionamento da Escola, apesar dos atrasos humilhantes dos seus salários. Pessoalmente, lamento quando a Escola fecha as portas; infelizmente; porque muitas crianças, jovens e adolescentes podem ir para as ruas, ficando à mercê das drogas, da pedofilia – em muitos casos -, das infrações penais e até de crimes hediondos. Como dói!!! UMA ESCOLA FECHADA É UMA PORTA ESCANCARADA PARA O CRIME. Este é o meu convencimento e o meu conhecimento de causa consolidado por muitas décadas de atividade laborativa na Educação Escolar. Tenho pensado sempre: no Estado Democrático, dito de Direito, não basta somente que, nesse caso, profissionais de Educação se mobilizem em defesa da causa, mas é imprescindível que toda a sociedade civil organizada busque uma solução junto ao poder público dito “competente”. Não esquecer jamais que: EDUCAÇÃO É DIREITO DE TODOS E DEVER DO ESTADO. Faço esta reflexão absolutamente isento de qualquer conotação político-partidária, porque tendo sido testemunha ocular de tantas desgraças, mormente na Educação Pública, nem sequer do o meu voto em eleições. Anulo-o.

    José Plínio de Oliveira

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia