Espanha e Itália protagonizaram um jogo emocionante e muito disputado na tarde desta quinta-feira (27). O clássico mundial ficou no 0 a 0 no tempo regulamentar e precisou apelar para a prorrogação para definir quem seria o finalista da Copa das Confederações. Ainda no 0 a 0 nos 30 minutos adicionais, a disputa foi para os pênaltis. Nas cobranças, a Espanha levou a melhor e carimbou, finalmente, vaga para a final da competição. 

Primeiro tempo: tudo azurra!

O clássico espanhol entre Espanha e Itália foi bastante movimentado. Na primeira etapa, os italianos dominaram os espanhóis, que encontraram muita dificuldade em parar o ataque dos adversários. A azurra perdeu grandes oportunidades de abrir o marcador. Aos 14, Gilardino recebeu um cruzamento na medida e, por pouco, não abriu o marcador. Na seqüência, Casillas salvou a Fúria. Pirlo cobrou falta pela direita e De Rossi cabeceou, mas o arqueiro espanhol fez boa defesa. A Azurra continuou imprimindo um ritmo forte de jogo e pressionou muito a atual campeã mundial. Sem espaço para atacar, o time de Del Bosque se resguardou e tentou se virar como pôde para parar o ataque italiano. Aos 35, Giaccherini fez bela jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Maggio, que completou para o gol, mas Casillas fez uma defesa incrível e evitou oq eu seria o primeiro gol dos adversários.