Bahia Notícias

imagem_noticia_5

Foto: Pedro Moraes / GOVBA

O futuro dos pagamentos do funcionalismo público baiano ainda não está definido. Ao ser questionado, em entrevista a Mário Kertèsz na rádio Metrópole, sobre a manutenção da regularidade do pagamento de salários dos servidores, o governador Rui Costa não sinalizou uma solução concreta para eventual necessidade de parcelamento, já sinalizada pelo secretário da Fazenda, Manoel Vitório. “Estamos trabalhando”, respondeu, acrescentando que se reúne semanalmente com os representantes da Sefaz e da Secretaria de Administração do Estado (Saeb), para fazer ajustes e cortes. Rui voltou a citar a crise fiscal dos estados brasileiros e citou exemplos como Rio de Janeiro, Minas Gerais e Sergipe. “O governador de Sergipe deu um depoimento dramático na última reunião com o ministro. ‘Não paguei ainda agosto e o pior, não sei quando vou conseguir pagar’”, relatou.