Share Button

Por Bahia Notícias

Foto: Marcos Corrêa/PR

Foto: Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro novamente defendeu que o país tem que se preocupar com os efeitos econômicos provocados pela crise do coronavírus e não só com as demandas de saúde. “Estamos voltando a ser o país da fome. Tem que tratar a questão do vírus juntamente com a questão do desemprego”, disse o presidente em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, nesta terça-feira (12). Ele ainda comentou a prorrogação da quarentena no estado de São Paulo até o dia 31 de maio. “O Supremo deu poderes pra ele (o governador João Doria) decidir sobre essa questão aí. Se fosse comigo, seria diferente”, falou.