O estudante de fisioterapia Felipe Sousa Silva, 27,revelou ter esfaqueado e decapitado a mãe, a investigadora da Polícia Civil Marizete Souza da Silva, 48, por volta das 23h30 desta segunda-feira, 24, na localidade de  Porto Santo, em Itaparica. O crime ocorreu no Condomínio Residencial Porto Santo, na casa onde ela morava com o marido, o pescador Mário Antônio Nunes Romero, 49, padastro do estudante. Felipe usou uma peixeira, um martelo de obras e um machado de cozinha. Ao delegado de Itaparica, Lúcio Ubiracê, ele disse que matou a mãe durante surto psicótico. “Ele  disse que tomou um remédio, foi dormir e, às 22h, acordou com uma voz dizendo: ‘vamos pegar ele, vamos matar'”, narrou o delegado. Felipe tem problemas mentais e toma remédios controlados. (ATarde)