fef

Índios de diversas aldeias tentaram invadir delegacia | Foto: José Mariano/euclidesdacunha.com

Índios tentaram retirar da delegacia de Euclides da Cunha, na noite deste domingo (16), o homem que matou uma criança de dois anos a pauladas e golpes de facão e feriu gravemente outras cinco pessoas de uma mesma família indígena. Segundo informações, índios de varias aldeias da região fecharam a BR-116, ateando fogo em pneus, fazendo uma grande manifestação, tendo como principal intuito, retirar e linchar Edson Santos Silva, vulgo “Edinho”, assassino confesso. Durante a manifestação, houve uma tentativa de invasão a delegacia, os policiais reagiram usando spray de pimenta e bombas de gás lacrimogênio. Na tentativa de invasão fracassada, os índios depredaram duas viaturas que estavam estacionadas. Com informações do euclidesdacunha.com.