xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.yh6lKZVCVzDois ex-diretores e um ex-tesoureiro da Cooperativa de Crédito de Itororó Ltda (Sicoob Coopercredi) foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) por aprovar empréstimos fraudulentos. Os ex-diretores, Antônio José Rodrigues Campos, Roberto José da Silva e o ex-tesoureiro, Israel Santos Lima, teriam aprovado empréstimos para si mesmos, amigos e familiares, através de manobras contábeis, entre 1999 e 2000. De acordo com o MPF, o relatório do Banco Central do Brasil (Bacen) comprova que Antônio Rodrigues e Israel Campos aprovaram as movimentações financeiras, sem comprovação de renda ou avaliação de risco. Lima ainda teria registrado nos livros-caixas da empresa diversas operações de credito para inflar os resultados da Sicoob para mascarar a diminuição do patrimônio da cooperativa, por conta dos empréstimos que nunca eram quitados. Depois que foram destituídos dos cargos, a cooperativa reconheceu perdas de crédito no valor de R$ 732 mil, responsável pelo encolhimento do patrimônio liquido da empresa em 2001. A ação requer condenação aos três denunciados por gestão fraudulenta, desvio em proveito próprio, e por ocultar ou dissimular a movimentação de valores provenientes de infração penal. Além disso, pede que os acusados sejam condenados a ressarcir os prejuízos causados. (Bahia Notícias)