Share Button

Bahia Notícias

fffqfqfq

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça, Eugênio Aragão, fez duras críticas ao coordenador da Operação Lava Jato pelo Ministério Público Federal, Deltan Dallagnol, em carta aberta divulgada nesta quinta-feira (22). No texto, Aragão pede que ele “baixe a bola” e o acusou de perseguir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Só um conselho, colega: baixe a bola. Pare de perseguir o Lula e fazer teatro com PowerPoint. Faça seu trabalho em silêncio, investigue quem tiver que investigar sem alarde”, escreveu o subprocurador da República e ex-ministro, que substituiu José Eduardo Cardozo no Ministério da Justiça no final do governo de Dilma Rousseff. “Um forte abraço de seu colega mais velho e com cabeça dura, que não se deixa levar por essa onda de ‘combate’ à corrupção sem regras de engajamento e sem respeito aos costumes da guerra”, conclui o texto de Aragão.