bahia sangue

Estudo concluiu que a taxa de homicídios na Bahia aumentou 339,5%, entre os anos 2000 e 2010

Um estudo publicado nesta sexta-feira (20) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) concluiu que a taxa de homicídios na Bahia aumentou 339,5%, entre os anos 2000 e 2010. De acordo com a pesquisa, em 2000, a Bahia registrou uma taxa de 9,4 homicídios por 100 mil habitantes. Em 2010, essa taxa saltou para 41,4. Portanto, uma variação de 339,5%, o maior aumento registrado no país em dez anos. Segundo o coordenador da pesquisa, Daniel Cerqueira, no mesmo período, estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco registraram queda de 66,6%; 35,4% e 27,5%, respectivamente. Segundo Daniel, a queda dos índices de homicídios nesses três estados pode ter sido ocasionada pela implantação de políticas públicas, como a de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Ainda de acordo com a pesquisa, percebe-se que o crescimento da violência se deu em direção ao interior e, sobretudo, para os pequenos municípios. Nas cidades pequenas, com até 100 mil habitantes, a taxa de homicídios cresceu 52,2% no país. Ao mesmo tempo, nas cidades grandes, com mais de 500 mil habitantes, houve uma queda de 26,9%.

Em entrevista recente, o governador da Bahia, Jaques Vagner atribuiu às drogas, principalmente o crack,  a maioria dos homicídios que ocorrem na Bahia, sobretudo, neste ano.

Redação Notícias de Santaluz