Share Button
Foto: Marcos Oliveira/ Agência Senado

Foto: Marcos Oliveira/ Agência Senado

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou arquivamento das citações ao senador Aécio Neves na delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. Relator da Lava Jato, Fachin atendeu a pedido da Procuradoria-Geral da República. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Em depoimento, Machado contou sobre suposto esquema de corrupção quando ele ainda era líder do PSDB no Senado, em 1998, para eleger o atual presidente da legenda, Aécio Neves, à presidência da Câmara em 2000. O dinheiro usado para a operação teria sido obtido por meio de propinas e de recursos ilícitas da campanha do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu arquivamento porque “o prazo para o exercício da pretensão punitiva se encerrou, nos termos do art. 109, II, do Código Penal, no ano de 2016”. O processo foi arquivo pois o Estado perdeu o prazo para julgar Aécio.