650x375_hge_1550500

Foto: Joá Souza/ Agência A TARDE

Por falta de médicos, muitos pacientes não conseguiram atendimento no setor de emergência do Hospital Geral do Estado (HGE), nesta quinta-feira (13). A denúncia foi feita pelos próprios funcionários da unidade. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), por meio da assessoria de comunicação, não confirma a informação e garante que o atendimento na unidade está normal. A equipe de reportagem de A TARDE esteve nesta quinta no HGE e permaneceu por cerca de duas horas no local. Durante esse período, duas ambulâncias, com pacientes, e cinco pessoas não conseguiram atendimento. Um funcionário do setor de emergência, que não quis ser identificado – temendo retaliações -, afirmou que, pelo menos, três profissionais faltaram o dia de ontem. Segundo o enfermeiro, a ausência dos profissionais comprometeu o atendimento. “Dois médicos clínico geral, que são os profissionais que recebem os pacientes na triagem, e um otorrinolaringologista, que trata doenças do ouvido, nariz e garganta, não vieram. Não sei como a unidade trabalhou sem eles”, disse o enfermeiro. Mesmo assim, a assessoria de comunicação da Sesab informou, por meio de nota, “que os pacientes estão passando pela triagem e a unidade está atendendo primeiramente aos casos graves, de acordo com a classificação de risco”.