imagem_noticia_5

Caso ocorreu na segunda-feira (19) | Foto: Reprodução/ TV Subaé

Um menino de dez anos morreu depois de receber anestesia para realização de um exame de ressonância magnética em uma clínica de Feira de Santana, Portal do Sertão, na última segunda-feira (19). De acordo com informações do portal G1, Gilberto morava em Utinga, Chapada Diamantina, e viajou até Feira de Santana para fazer o exame. O caso foi registrado na Polícia Civil, que aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para constatar o que provocou a morte do garoto. Ele foi submetido ao procedimento porque tinha dificuldade para falar, problemas de visão e raciocínio lento. Em entrevista ao portal, Gesibel Lemos da Mota, mãe de Gilberto, relatou que não tinha conhecimento de nenhuma rejeição do garoto a medicamentos. “Aplicaram a sedação nele, depois ele começou a ficar molinho, depois ele começou a ficar sem ar. Aí os médicos tentaram reanimar ele, mas não conseguiram”, contou. Em nota, a clínica onde o episódio aconteceu informou que ressonâncias magnéticas com sedação são realizadas de forma rotineira, e que qualquer procedimento feito sob indução anestésica tem riscos. Ainda em nota, a unidade médica afirma que Gilberto apresentou um quadro de parada cardiorrespiratória e que, imediatamente, os profissionais da clínica fizeram todos os procedimentos possíveis para tentar reanimá-lo.