G1 BA
chikungunya2

Dados correspondem ao número de casos suspeitos ocorridos só em 2015.

Feira de Santana revela que em 2015, até a oitava semana epidemiológica, foram registrados 157 casos suspeitos de chikungunya, sendo 61 casos (38,85%) confirmados pelo critério clínico epidemiológico. Com relação as manifestações clínicas, ocorrência por sexo e faixa etária, o boletim aponta que os dados permanecem semelhantes a 2014. Em relação ao local de ocorrência, os dados destacam o bairro de Sitio Novo como a localidade com maior frequência de casos suspeitos da doença em 2015, com 44 casos. Em 2014, o bairro George Américo foi o que mais teve casos de chikungunya. Em 2014 foram notificados 1.444 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 1.035 do total (71,67%). Destes, a predominância foi para o sexo feminino com 712 casos (68,79%) e a faixa etária mais acometida foi a de 20 a 49 anos com 597 casos (57,68%). Segundo informações do boletim, os sintomas mais freqüentes foram artralgia/poliartralgias, cefaléia, mialgia, exantema, edema nas articulações e alguns casos com prurido. A Secretaria Municipal de Saúde informou que as ações de combate e prevenção contra os mosquitos Aedes Aegypty  e Aedes Albopictus, trasmissores da doença, são estratégias que continuam sendo realizadas para o enfrentamento da doença. Ainda segundo o boletim, não foi registrado óbito por chikungunya até o momento.