Share Button

Por Acorda Cidade

Foto: Divulgação

O deputado federal Félix Mendonça Júnior (PDT) lamentou o desempenho obtido pela Bahia no Ranking de Competividade dos Estados divulgado hoje (07) pelo Centro de Liderança Pública e pela Tendência Consultoria Integrada. O estudo, que utiliza dados oficiais de diversas fontes, aponta que a Bahia é apenas o 18° estado em termos de competitividade no quadro geral. Quando são analisados setores específicos, como a segurança, a situação é ainda pior.

“Se fosse o Brasileirão de futebol, a Bahia estaria na zona de rebaixamento quando o assunto é competividade em áreas essenciais do serviço público, como a segurança, em que ocupamos a posição de número 24 entre os 27 estados da Federação. Para livrar o estado dessa situação, só trocando o comando dessa gestão atual, pois a Bahia não é estado de Série B”, avaliou Félix.

O deputado ressaltou que a Bahia apresenta um índice melhor quando o quesito é solidez fiscal, estando na posição de número 12. “Isso demonstra que, embora esteja arrecadando mais, inclusive com a tributação dos combustíveis, que poderia ser reduzida um pouco, o governo do estado gasta mal. Se gastasse bem, não estaríamos indo tão mal na segurança e na educação, setor em que ocupamos a posição de número 20”.

Félix disse que nem mesmo na área da infraestrutura a Bahia vai bem. “Tem uma propaganda do governo que diz que a Bahia é o estado que mais faz obras no Brasil. Mas não é isso que diz o estudo. Na infraestrutura, ocupamos a 19ª colocação. Por conta disso, também estamos mal no item sobre potencial de mercado, ocupando a 23ª colocação, pois sem infraestrutura, sem segurança e sem educação os investidores se afastam para outros estados”.

O Ranking de Competividade dos Estados existe desde 2011 com o objetivo de gerar diagnósticos e direcionamentos para a atuação dos líderes públicos estaduais. São analisadas 10 áreas temáticas, com pontos fortes e fracos que influenciam na classificação final do estado. No caso da Bahia, o quadro é de queda geral.