4tw9o354ed_87dgpv5r8t_file

Mulher disse que o pessoal da recepção ficava observando | Foto: Reprodução/Record Bahia

A mulher que deu à luz na recepção de um hospital em Santo Antônio de Jesus, localizado na RMS (região metropolitana de Salvador), disse, em entrevista a uma rádio local, que chegou cedo na unidade de saúde e foi informada, pela recepção, que era para voltar, pois não tinha médico, só parteira e enfermeira. Tatiane de Jesus Santos, de 29 anos, contou que voltou para casa e após sentir muita dor, foi novamente para o hospital. A mulher disse que quando a cabeça do bebê começou a sair, ninguém fez nada para ajudá-la. “Fizeram questão de nem pegar uma maca para me colocar e acabei tendo a criança no chão”, disse. A mulher disse que o pessoal da recepção ficava observando e não fazia nada. “Fez de mim cachorro”, declarou. O caso ocorreu na manhã de sábado (26) no Hospital Maternidade Luiz Argôlo, administrada pela Santa Casa de Misericórdia. O parto improvisado foi realizado por duas pessoas que aguardavam atendimento no local. Após dar á luz, funcionários do hospital colocaram a mulher em uma maca e a levaram para a enfermaria. O bebê, uma menina, morreu.