Com informações da Agência Brasil
brasil-graca-foster-cpi-petrobras-20140415-009-size-598

Foto: Divulgação

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, confirmou hoje (17) que conversou com a presidenta da República, Dilma Rousseff, sobre a sua própria demissão e sobre a saída dos outros diretores da empresa. Segundo ela, o assunto foi tratado algumas vezes com a presidenta, devido às investigações da Operação Lava Jato e o atraso que isto vem causando ao fechamento do balanço financeiro do terceiro trimestre da empresa. “A coisa mais importante para esta diretoria é a Petrobras. É muito mais importante que o meu emprego. Não vou dizer o que a presidenta me respondeu [sobre ter colocado o cargo à disposição]. Ista é ela que tem que dizer. Mas hoje estou aqui presidenta da Petrobras e vou continuar enquanto contar com a confiança da presidenta [Dilma] e ela entender que eu deva ficar”, disse Graça Foster. Ela disse ainda que se sente motivada para recuperar a credibilidade da empresa, abalada pela Operação Lava Jato, e para aumentar os instrumentos de controle. Segundo ela, a Operação Lava Jato servirá como um aprendizado para a empresa, inclusive para os próximos projetos de refinarias da estatal.

Deixo o seu comentário

comentário(s)