Share Button

Por G1 BA

SALVADOR, 7h55: Grupo fecha Avenida Heitor Dias, no sentido ACM, na capital baiana | Foto: Phael Fernandes/G1

SALVADOR, 7h55: Grupo fecha Avenida Heitor Dias, no sentido ACM, na capital baiana | Foto: Phael Fernandes/G1

Grupos realizam protestos e fecham vias de Salvador e de cidades do interior do estado, como Vitória da Conquista, na região sudoeste, Barreiras, na região oeste, e Juazeiro, no norte, na manhã desta sexta-feira (14), dia de mobilizações em todo o país em que sindicatos organizaram paralisações e atos contra a reforma da Previdência.

Salvador
Pouco antes das 10h, grupos fecharam todos os sentidos da Avenida Antônio Carlos Magalhães (ACM), na região do Iguatemi. Os bloqueios foram feitos nas proximidades do Shopping da Bahia, impedindo a passagem dos condutores que seguem no sentido Paralela e também os que vão no sentido centro.

Na BA-099, chamada de Estrada do Coco, houve bloqueio, por volta das 9h, por um grupo de manifestantes na altura do Posto Menor Preço. Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), o grupo fecha os dois sentidos da via, tanto para quem segue no sentido aeroporto quanto para quem segue para a capital baiana.

Mais cedo, representantes do Sindicato dos Metroviários fazem um ato na entrada do Acesso Norte. Eles protestam contra a reforma da Previdência e também contra o funcionamento do metrô de Salvador nesta sexta, que foi viabilizado mediante uma decisão liminar da Justiça.

Na Avenida Heitor Dias, manifestantes param o trânsito no sentido ACM. Outro bloqueio foi formado na Barros Reis, no sentido Heitor Dias, cujo engarrafamento causado passa do viaduto Rótula do Abacaxi.

SALVADOR, 10h07: Grupos fecham Avenida ACM, na região do Iguatemi, na capital baiana | Foto: Phael Fernandes/G1

SALVADOR, 10h07: Grupos fecham Avenida ACM, na região do Iguatemi, na capital baiana | Foto: Phael Fernandes/G1

Vitória da Conquista
Na cidade de Vitória da Conquista, os manifestantes começaram a se concentrar as 9h na Praça Guadalajara, no bairro Recreio. A previsão é que ocorra uma caminhada por ruas do centro. Membros de centrais sindicais e partidos políticos, além de estudantes, participam do ato. A manifestação conta com um carro de som.

Barreiras
Em Barreiras, integrantes de sindicatos de professores e servidores públicos fazem uma caminhada pela Avenida Clériston Andrade. Eles seguem em direção à Praça Castro Alves, no centro da cidade, onde o ato deve ser finalizado. Estudantes também participam da manifestação.

Juazeiro
Em Juazeiro, os manifestantes se concentram, desde as 8h30, na Avenida Adolfo Viana, uma das principais vias do centro da cidade. A previsão é que eles caminhem até a Praça Barão do Rio Branco, em frente ao Banco do Brasil, no centro. O sindicato dos bancários confirmou apoio à paralisação na cidade, e os bancos estão fechados. Professores de rede municipal e docentes da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) na cidade também estão apoiando o movimento.