A agressão sofrida pelo estudante de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) Thiago Pacheco, durante a votação do pedido de abertura de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar possíveis irregularidades no sistema de transporte público de Ilhéus, no sul baiano, partiu do irmão do vereador Alzimário Belmonte (PP), conhecido na cidade como Gurita. Na confusão, o universitário, que integra o movimento “Reúne Ilhéus”, identificou inicialmente o edil, que é líder do governo na Casa, mas um vídeo divulgado pelo site Ilhéus 24 Horas nesta sexta (30) mostra que o parente do vereador, conhecido como Bereta, foi quem agridiu Pacheco com um soco. Na sessão da última quarta (28), Gurita votou contra a instalação da CEI e foi hostilizado por militantes do “Reúne Ilhéus”. As imagens mostram o edil ao lado de um homem de camisa de listras azuis e brancas que, segundo o portal, trata-se de Bereta. O caso foi parar na delegacia e a CEI foi engavetada. Entretanto, segundo o site Pimenta na Muqueca, na próxima terça (3) será apresentado o documento que propõe a abertura da “CEI dos Transportes”. A expectativa é de que os sete vereadores que compõem a bancada oposicionista no Legislativo ilheense votem a favor da instalação do colegiado. O número de assinaturas é suficiente para dar início às investigações. Enquanto isso, os integrantes do “Reúne Ilhéus” permanecem acampados em frente a prefeitura para pressionar o governo a reduzir a terifa de ônibus na cidade. (BN)