Com informações do Portal Adjori
dividas_padrao

Foto: Divulgação

O balanço de consumidores com contas atrasadas e registradas nos cadastros de inadimplência piorou desde o ano passado. No primeiro semestre de 2015, houve um aumento de 4,6%. De acordo com os dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), esse é o pior resultado semestral dos últimos três anos e reflete a forte deterioração da economia nesse ano. A quantidade de dívidas também subiu: os seis primeiros meses deste ano acumulam alta de 6,65%. Conforme aponta o material, os destaques são o registro de dívidas mais recentes. Aquelas com atraso de até 90 dias avançaram 19,30% e as pendências entre 91 a 180 dias cresceram 24,74%. No que diz respeito ao tipo de dívida, o setor de Água e Luz continua em primeiro lugar no ranking. No último semestre foi registrada uma variação de 11,83% na inadimplência das dívidas. Os números revelam que a situação da economia atinge cada vez mais a capacidade de quitar as pendências de contas básicas.

Previsão – O SPC Brasil e a CNDL estimam que, em junho de 2015, mais de 56 milhões de consumidores estejam listados em cadastros de devedores inadimplentes. Isso reflete a estabilidade do número de devedores, que registrou variação de -0,03% em junho na comparação com maio.