DSC_1101

Foto: Notícias de Santaluz

Um reduto da irreverência e do “transformismo”. Esse foi o cenário retratado durante o desfile do Bloco Piranhas, na tarde deste sábado (16). Em clima de descontração, os ‘piranheiros’, que este ano celebraram os 34 anos de existência do bloco, abriram a programação do Santaluz Folia 2016, festa promovida em comemoração aos 81 anos de emancipação político-administrativa de Santaluz no segundo dia do evento. Após se concentrarem na Praça Major Benício Viana, os foliões, de todas as idades, passearam pelas principais ruas do centro da cidade, animados pela Banda Classe A, que não deixou ninguém parado, e encerraram o desfile no circuito oficial da festa.

DSC_1108

Foto: Notícias de Santaluz

História do bloco
Segundo Donato Jr., o Piranhas nasceu através de um protesto, quando alguns jovens luzenses – que moravam e estudavam em Salvador -, vieram comemorar o aniversário da cidade perto da família e ficaram sabendo que não haveria mais festa, naquele ano. Entretanto, os jovens resolveram se reunir e protestar de uma forma bastante irreverente. “Fomos para casa e pegamos algumas roupas de nossas mães, tias, primas, irmãs… enfim, fomos para as ruas caracterizados e reivindicando, da maneira mais saudável e pacífica possível”, revela Donato Jr., que organiza o bloco ao lado de seu primo Evenilson Barbosa. Mais tarde, o Piranhas cresceu e acabou se tornando o bloco de rua mais tradicional de Santaluz, garantindo a folia espontânea no circuito da festa da cidade, reunindo centenas de foliões. (Redação Notícias de Santaluz)

Confira a seguir as fotos do desfile do Piranhas no Santaluz Folia 2016: