Depois de ventilada a demissão de médicos por alguns municípios baianos – entre eles Jeremoabo, Sapeaçu, Nova Soure e Santa Bárbara -, para trocá-los por contratados do Mais Médicos, o secretário de saúde de Jeremoabo, no nordeste baiano, negou o fato. Segundo Rivaldo Oliveira Júnior, a degola não será concretizada. “Eu não sei de onde saiu isso. Não é verdade. O município se cadastrou no programa para aumentar o número de médicos, e não para tirar. Além disso, os médicos que trabalham aqui estão sobrecarregados“, disse em contato com o Bahia Notícias. As informações da Folha sobre as demissões tiveram como fonte a CoopSaúde, (o BN tentou falar com a entidade, mas não teve sucesso) que oferece profissionais para as cidades citadas. De acordo com o titular da pasta de saúde de Jeremoabo, atualmente o município conta com 10 equipes (cada uma com um médico), e a cidade deve confirmar a contratação de mais duas médicas.