Nesta sexta-feira (26), o montesantense, Cláudio de Oliveira esteve frente a frente com o Papa Francisco, no Rio de Janeiro. O encontro aconteceu durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Cláudio, que já havia tido um encontro com um papa, em 2000, na Praça São Pedro, no Vaticano, quando esteve com João Paulo II, embarcou para o Rio de Janeiro no dia 18 de julho, e desta vez esperava se encontrar com o papa Francisco.

“Foi um momento de muita emoção, muita fé. Cheguei a chorar, pois, não foi fácil chegar lá, com Forças Armadas e Polícia Federal envolvidas. Mas tive a ajuda de duas pessoas que foram fundamentais para que acontecesse o encontro”, disse Cláudio.

Ao ser questionado sobre quem eram essas pessoas, ele respondeu:

”Um simples taxista do Rio de Janeiro, chamado Élcio, que eu apelidei de Agostinho Carrara, do programa ”A grande família”, e um jornalista do SBT de Santa Catarina, chamado Daniel. Ele fez uma reportagem que já foi ao ar, no estado catarinense, e em breve será transmitida em rede nacional.”

Cláudio ainda contou ao portal Monte Santo, os detalhes do seu encontro com o pontífice: ”Ele se aproximou de mim, tocou minha mão e seguiu. Mas, como eu sou persistente, o chamei dizendo: – Vossa Santidade, eu preciso de suas orações e suas bênçãos. Ele voltou, abraçou-me por alguns segundos e eu disse: – Me chamo Cláudio. Por fim, ele beijou a minha testa, fez o sinal da cruz e disse: – Você está abençoado”.

”Ele realmente é um franciscano, um homem do povo, humilde. Ele é, literalmente, um homem do bem, gente como a gente, com carisma e muito caridoso… faltam-me palavras”, finalizou Cláudio.

Redação Notícias de Santaluz – Com informações do portal Monte Santo