Victor Ramos, zagueiro do Vitória (Foto: Thiago Pereira)

Victor Ramos preferiu não comentar a acusação de estupro (Foto: Thiago Pereira)

Na noite desta segunda-feira, o aeroporto de Salvador teve mais movimento que o normal. Por volta das 19h30m (horário de Brasília), os jogadores do Vitória desembarcaram na capital baiana após baterem o Atlético-PR por 5 a 3. Entretanto, o motivo do alvoroço não era a alegria do triunfo, mas uma acusação de estupro feita por uma mulher em Curitiba.

Ao deixar a zona de desembarque, o diretor de futebol do clube baiano, Raimundo Queiroz, foi categórico:

– Pela última vez, não fomos acusados de nada – afirmou o dirigente.

Os nomes dos acusados não foram divulgados. No entanto, segundo informações de bastidores, um dos atletas envolvidos seria o meia Felipe. No aeroporto, o jogador negou que tenha tido qualquer contato com a mulher que prestou a queixa.

– Não tenho nada a dizer. Estava dormindo. Não conheço a mulher. Nunca a vi na minha vida – garantiu.

O zagueiro Victor Ramos disse que estava dormindo e se negou a falar sobre o assunto. Já o goleiro Wilson deu sua opinião a respeito da suposta vítima.

– Fiquei surpreso. Dormi cedo, logo depois da partida. Quando acordei, olhei na internet e vi a notícia. Isso não aconteceu. Ninguém saiu depois da partida. Acho que é como disseram: ela quer se aproveitar da situação – declarou o goleiro Wilson.

Euller seguiu uma vertente parecida:

– Estou por fora dessa história da acusação de estupro. Pelo que fiquei sabendo, é mentira e ela deve estar querendo só se aproveitar – declarou. (Globoesporte)