83197

A jovem Aurenísia Chagas, 19 anos, que havia sido dada como desaparecida pela família há três dias, admitiu ontem para policiais na delegacia de Tanhaçu, a 499 quilômetros de Salvador, que forjou o próprio sequestro. Segundo informações do site Brumado Notícias, a polícia passou a sexta-feira (9) buscando  solucionar o caso, quando recebeu uma ligação, às 23h30, informando que a garota, conhecida como Isa, estava no posto da Polícia Rodoviária Estadual de Brumado. Na delegacia de Tanhaçu, para onde a garota foi levada para esclarecer o caso, os policiais começaram a desconfiar da veracidade do sequestro quando souberam do pedido de resgate: o irmão de Aurenísia deveria terminar o namoro e reatar o romance com uma ex-namorada. A jovem disse que foi induzida por um rapaz, que não soube dizer o nome, através de mensagens e ligações não identificadas. (Correio)