1

A Justiça do Trabalho de Natal, no Rio Grande do Norte, determinou que a Telexfree reconheça o vínculo empregatício de um de Breno Rocha Barbosa, um de seus ex-divulgadores e pague uma multa rescisória de 7,6 mil reais. 

O juiz do trabalho George Falcão Coelho Paiva entendeu que a empresa, investigada por formação de pirâmide financeira, mantinha uma relação trabalhista com o ex-divulgador. A audiência para julgamento do processo ocorreu no dia 4 de setembro, sem a presença de um representante da empresa. A decisão determina que a  carteira de trabalho do ex-divulgador deverá ser assinada com cargo de promotor de publicidade, com salário de pouco mais de R$ 2.5, com admissão em 05 de fevereiro de 2013 e demissão em 24 de junho de 2013. O não cumprimento da decisão pode acarretar em multa diária de 500 reais.

Caso a empresa não assine a carteira de trabalho do reclamante, ele deverá comunicar a infração à Delegacia Regional do Trabalho (DRT), em Natal, para “aplicação das sanções cabíveis”, determinou George Falcão. (CenárioMT)