Cólicas e ciclo menstrual desregulado podem sinalizar tumor

Uma pesquisa da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) revela que 80% das mulheres em idade reprodutiva têm mioma no útero. De acordo com a Febrasgo, mais da metade desse número desconhece a presença do tumor benigno no útero, comum em mulheres de 35 a 45 anos e desconhecido por 55% daquelas que têm o nódulo. Mesmo com o número expressivo, a entidade afirma que não há motivo para pânico. Em 75% das mulheres que apresentam o nódulo, o mioma não apresenta qualquer sintoma nem consequência. A preocupação pode ser maior em 25% das mulheres acometidas. Especialistas informam que cólica e ciclo menstrual intenso e desregulado podem sinalizar um mioma que precisa de atenção. O nódulo pode ser detectado por ultrassom convencional. Estão mais propensas a desenvolver o tumor mulheres com gravidez tardia, obesas e sedentárias. Aquelas com casos identificados na família também podem abrigar o nódulo, assim com as da raça negra também têm predisposição ao mioma. As informações são do portal IG.