Mais de 30 alunos do Instituto Federal da Bahia (Ifba), no Barbalho, passaram mal após comer em refeitório na manhã desta quinta-feira (29). De acordo com a mãe de um aluno, que preferiu não se identificar, contou que o filho voltou mais cedo da escola porque mais da metade da turma dele não se sentiu bem e teve de ser atendida na enfermaria da escola. 

“Como ele não tem o plano de alimentação de lá, ele não sentiu nada. Só que os colegas dele ficaram ruins, disseram que a comida estava estragada”, relata. “Essa queixa não é recente – meu filho disse que eles reclamam de um gosto estranho na comida desde a segunda-feira”.

Com queixas de náusea, diarreia e vômito, os estudantes foram diagnosticados com infecção alimentar. “Eles tiveram sintomas de infecção por bactéria, provavelmente por estafilococos ou salmonella. Isso foi provocado por comida estragada ou mal conservada”, explica o médico da instituição Alfredo José de Brito.

A assessoria de comunicação do Ifba confirmou o incidente, mas não soube confirmar quantos alunos foram afetados pelo mal-estar. Eles foram atendidos pelo serviço médico do Instituto, e a empresa responsável por preparar a comida do refeitório já foi notificada. Ainda segundo a assessoria, a comida desta quinta-feira (29) também será investigada por uma nutricionista. (IBahia)