carnaval-de-salvador-3

Foto: Divulgação

A Polícia Civil atuará com mais de 300 policiais infiltrados no Carnaval de 2015. Delegados e investigadores de diversos departamentos estarão em ação nos dos três postos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), antigo Denarc, instalados nos circuitos da festa. Eles irão circular 24 horas entre os foliões. Segundo o diretor do Draco, delegado André Viana, o objetivo é coibir o tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio e crimes contra a vida – os chamados Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Os policiais terão ferramentas, como o Sistema de Informação para Proteção à Pessoa (Sipp), para auxiliar na identificação de criminosos. Além disso, a Polícia Civil disponibiliza o Disque-Denúncia (3235-0000). No total, mais de quatro mil servidores da Polícia Civil, entre delegados, escrivães e investigadores, estarão trabalhando no esquema de segurança do Carnaval em Salvador. Todas as unidades, especializadas e territoriais, funcionarão normalmente durante a folia e as equipes serão reforçadas nas delegacias instaladas nos bairros onde haverá festa. 

Redação Notícias de Santaluz