Share Button
Foto: Carolina Antunes/PR

Foto: Carolina Antunes/PR

Ainda sob ameaça de demissão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aposta que sua saída da pasta não passa desta semana. Na noite de terça (14), ele avisou a membros de sua equipe que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) procura um nome para sucedê-lo. Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o tom de Mandetta na conversa já era de despedida. Os presentes relatam que ele se comprometeu a esperar a escolha do substituto e permanecer no posto de trabalho até a exoneração acontecer. Alguns membros da equipe chegaram a sugerir que ele peça demissão, pois a crise com o presidente piorou depois de sua entrevista ao Fantástico – a ala militar que antes apoiava a permanência dele considerou a entrevista uma provocação. Mas, em diversas ocasiões, o ministro repetiu que “médico não abandona paciente”.