2015-796094942-2015-795856295-2015030344974.jpg_20150303.jpg_20150304

Foto: Divulgação

Apesar de anunciar que cancelaria o encontro com os líderes partidários em razão do jantar oferecido pela presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), recebeu na noite de segunda-feira, em sua residência, líderes da oposição e de parte da base aliada. Ficaram de fora os do PT e PC do B. No encontro, decidiram dar a presidência da CPI dos Fundos de Pensão para o líder do DEM, Mendonça Filho (PE), e excluir o PT de todos os cargos de comando das quatro CPIs que serão instaladas nos próximos dias. Duas delas, a dos Fundos de Pensão e a do BNDES, preocupam muito o governo, que fez apelo aos líderes para base para que fizessem indicações responsáveis para as vagas. De acordo com O Globo, Cunha recebeu na residência primeiro líderes e vice-líderes de partidos de oposição. Em seguida, depois que saíram do jantar oferecido pela presidente Dilma Rousseff no Palácio da Alvorada, parte dos líderes da base aliada também foi para a residência oficial da Câmara. Segundo deputados presentes no encontro, estavam lá mais de dez líderes, entre eles os do PP, do PR, do PSD, que endossaram a posição de excluir o PT dos cargos de comando de quatro CPIs. O PSDB deverá ficar com o comando da CPI dos crimes cibernéticos. O PMDB deverá ficar com presidência da CPI do BNDES e a relatoria da CPI dos Fundos de Pensão.