marcelonilo_reproduçao_bocaonewsO martelo ainda não foi batido oficialmente pelo governador Jaques Wagner (PT), mas todos os ventos sopram a favor do deputado federal João Leão, do PP, para ocupar o tão concorrido posto de vice do pré-candidato governista Rui Costa (PT). O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Marcelo Nilo (PDT), que ainda nutria a esperança de ser o escolhido, declinou. E agora, pela primeira vez aceitou a realidade de que não terá o seu nome como representante na majoritária para o pleito deste ano. Para a reportagem do Bocão News, neste domingo (16), o pedetista confirmou que o pepista Leão foi o agraciado pela escolha do PT, mas disse que não digeriu a escolha, principalmente ao levar em consideração a justificativa pela preferência por tamanho partidário. Diante do quadro já formado com Rui Costa como pré-candidato, João Leão como vice e Otto Alencar para o Senado, resta para Marcelo Nilo a disputa para o posto de deputado. Segundo o Bocão News, ele garante que vai discutir com os aliados políticos qual caminho deverá trilhar: o dá reeleição para a Alba, ou se lançar para Brasília. “Prefiro ficar na Bahia, mas vou avaliar a possibilidade de me candidatar para federal”, informou. Perguntado sobre a possibilidade de abandonar o barco petista, o pedetista preferiu não se comprometer e disse que vai seguir a orientação da sigla. “Eu vou com o meu partido. Essa pergunta deve ser feita para Carlos Lupi (presidente nacional) e Félix Mendonça Jr. (presidente estadual)”.