Share Button
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A atuação dos policiais civis envolvidos na prisão do jovem de 20 anos que confessou ter estuprado a própria irmã, de 11 anos, na cidade de Serrinha, região sisaleira da Bahia, foi ressaltada na Moção de Aplausos proposta pela Câmara Municipal realizada na noite desta quinta-feira (18). O crime aconteceu no dia 11 de setembro deste ano. Bruno Cordeiro Reis é irmão da garota apenas por parte de mãe. Ele foi localizado e preso em flagrante na própria casa onde cometeu o crime, no bairro Vila de Fátima, poucas horas depois do ocorrido.

Foram exaltados, na homenagem, a guarnição da Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) do 16º Batalhão de Polícia Militar composta pelo cabo PM Luiz Alberto de Britto Júnior e os soldados Yuri Gomes Ferreira, Ronaldo Ferreira da Silva e Elvis D’Angeles Almeida de Souza, além dos agentes e investigadores da Polícia Civil Marcelo Silva Souza, Samuel Alves e Rafael Rodrigues. Os delegados Hidelbrando Alves da Silva – responsável pelo caso – e Mozart Cavalcanti, chefe da 15ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (15ª Coorpin/Serrinha) também foram homenageados.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O investigador Marcelo Silva, que coordenou a ação, destacou a participação de todos os envolvidos. “Estou muito feliz pela homenagem e gostaria de parabenizar todos os colegas, não somente pelo empenho demonstrado no caso em questão, mas também pelo trabalho que fazemos diariamente em defesa da sociedade”, disse. Já o cabo Luiz Alberto de Britto Júnior, comandante da guarnição da Polícia Militar que participou da ação, disse que “embora seja nosso dever atuar de forma rápida e eficiente, agradecemos aos vereadores pelo reconhecimento da nossa atuação”.

Notícias de Santaluz