Mais dois médicos de origem brasileira foram escolhidos pelo programa Mais Médicos para atuar em Monte Santo.

Noemi Larrosa Redelico, médica cubana designada pelo Ministério da Saúde para atuar em Monte Santo, pelo programa Mais Médicos não trabalhará mais no município. O motivo de sua transferência, é que a médica está grávida e a política de Cuba não permite que mulheres grávidas deixem o país sozinhas, Noemi chegou a vir ao Brasil, mas ao descobrir a gravidez informou ao Ministério da Saúde, que tomou as providencias cabíveis para despachar a médica novamente para Cuba.  

A secretária de saúde, Itacia Macedo entrou em contato com o Ministério da Saúde e ainda não obteve resposta, mas acredita que a substituição da médica será feita de imediato. Mais dois médicos de origem brasileira foram escolhidos pelo programa Mais Médicos para atuar em Monte Santo, ambos atuam na zona rural do município, um no PSF de Genipapo, doutor Aroldo Portugal, natural de Coité e outro no PSF de Alto Alegre, doutor Marcílio Cardoso, natural de Belo Horizonte.  (ASCOM/ PMMS)