Share Button
naom_58950cec960dd

Foto: Reprodução/ Ricardo Stuckert

Advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusam o juiz federal Sergio Moro de tratamento ‘desigual’ durante a semana de luto pela morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia. As informações são da coluna Painel, da Folha de S. Paulo. Na quarta (8), Moro negou suspender oitivas marcadas para esta quinta-feira (9), dia em que ocorre a missa de sétimo dia de Marisa em São Bernardo do Campo (SP). O magistrado, no entanto, desobrigou o ex-presidente a participar das audiências. No pedido da suspensão, os advogados de Lula alegavam que “motivos pessoais relevantes” estavam prejudicando o contato entre o ex-presidente e a defesa. Já a Justiça de Brasília acatou pedido da defesa do ex-presidente e adiou oitivas por causa do período de luto. “Isso é incompatível com os fundamentos da dignidade da pessoa humana”, diz Cristiano Zanin Martins, advogado do petista.