Morreu no início da noite desta sexta-feira (13), aos 63 anos, o ex-ministro Luiz Gushiken. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde fazia tratamento contra um câncer no estômago.

Gushiken participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT), em 1980, e da Central Única dos Trabalhadores (CUT), três anos depois. Em 2003, foi nomeado ministro da Secretaria de Comunicação durante o primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva na presidência. Também exerceu três mandatos como deputado federal pelo PT.

Em 2005, foi acusado de autorizar desvio de recursos do Banco do Brasil para a empresa DNA Propaganda, de Marcos Valério, durante o mensalão, mas foi absolvido pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em maio deste ano. Na ocasião, os ministros da Corte alegaram falta de provas para condenar Gushiken.