Joseilson Fonseca,39 anos, policial militar e um dos motoristas do governador Jaques Wagner, foi executado com tiros no peito, na madrugada desta terça-feira (25).

O policial foi encontrado morto, próximo ao povoado Lagoa da Roça, no município de Campo Formoso a 400 km de Salvador. Ele estava com um tiro no tórax e uma arma em punho. Uma pistola também foi encontrada a 200 metros da estrada, em um matagal. O carro dele, um Gol cor cinza com placa de Salvador, capotou no local, na noite desta segunda-feira (24).

Segundo informações da polícia divulgadas no site Capo Formoso Notícias, Joseilson é natural do povoado onde foi encontrado morto. Ele trabalhava na Casa Militar na capital baiana e estava passando o fim de semana com a família.

O soldado estava acompanhado de Josenilton Batista Lopes, morador de Poços, que durante depoimento à polícia contou que o PM teria ingerido bebida alcoólica e após capotar o carro disse que ia matá-lo e em seguida se suicidar. Josenilton afirma que correu do local e Joseilson cometeu suicidou. Outras informações sobre o que teria motivado o crime ainda não foram reveladas. A polícia investiga o caso. O corpo do soldado foi removido para o DPT da cidade de Senhor do Bonfim. Ele deixou uma filha de dois meses e um filho. (Campo Formoso Notícias)