Share Button

Por g1 DF

MTST protesta contra a fome em frente à mansão de Flávio Bolsonaro | Foto: Scarlett Rocha/Scarlettrphoto

Representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) fizeram um protesto em frente à casa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota), na manhã desta quinta-feira (30). A mansão fica no Lago Sul, uma região nobre de Brasília, a 14 km da Praça dos Três Poderes. O grupo chegou por volta das 9h, com faixas, panelas vazias e caixas de som. Os manifestantes gritavam palavras de ordem como “Fora Bolsonaro”.

A mansão onde ocorre o protesto é avaliada em R$ 5,97 milhões e foi comprada pelo senador em março deste ano. O imóvel tem área total de 2,4 mil metros quadrados. A Polícia Militar acompanhou a manifestação, e não houve incidentes relacionados ao ato, que terminou por volta das 11h.

De acordo com o coordenador nacional do MTST, Guilherme Boulos, o objetivo é chamar a atenção para o aumento da fome no país. “Enquanto o filho do Bolsonaro está comprando, de forma no mínimo duvidosa, uma mansão de mais de R$ 6 milhões, o povo brasileiro está na fila do osso, está voltando a cozinhar à lenha por causa do preço do botijão de gás”, diz Boulos.

MTST protesta contra a fome em frente à mansão de Flávio Bolsonaro | Foto: Scarlett Rocha/Scarlettrphoto

O Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, realizado pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) indica que, nos últimos meses de 2020, 19 milhões de brasileiros passaram fome e mais da metade dos domicílios no país enfrentou algum grau de insegurança alimentar.

A pesquisa estima que 116,8 milhões de pessoas conviveram com algum grau de insegurança alimentar no final de 2020 e 9% deles vivenciaram insegurança alimentar grave, isto é, passaram fome.