Com informações do Portal Cleriston Silva
RTEmagicC_1df7948d82.JPG

Foto: Reprodução

Uma mulher de São Gonçalo dos Campos, no centro norte baiano, condenada a pagar uma multa de R$ 50 mil por ter traído o ex-marido, desistiu de assinar o acordo judicial para quitar a dívida. O juiz José Brandão, titular da Comarca, havia fixado a multa em maio deste ano. Com os juros e correções, a multa já ultrapassa o valor de R$ 110 mil. O processo chegou a entrar na pauta da Semana Nacional de Conciliação pelo magistrado, mas a mulher desistiu de pagar a multa quando descobriu o valor. Anteriormente, a mulher havia concordado em pagar multa. Agora, a Justiça vai penhorar os bens da mulher para executar o pagamento. Na condenação, o juiz levou em consideração que a mulher escondeu do ex-marido por mais de 20 anos, que a filha que ele registrou, na verdade, era de outro homem. O homem começou a desconfiar que a filha não era dele quando a moça já tinha quase 30 anos. Na ação, ele sustentava que era humilhado com as chacotas por conta da traição da ex-mulher. Um exame de DNA comprovou que a moça não era filha dele. Ele também pediu a Justiça a retirada do nome dele no registro de nascimento da jovem.