RTEmagicC_morte_whats_txdam250305_a20084.jpg-173cfb9513

A dona de casa Genuína da Silva Oliveira, de 48 anos, foi esfaqueada até a morte pelo marido.

A dona de casa Genuína da Silva Oliveira, de 48 anos, foi esfaqueada até a morte pelo marido Fábio de Araújo Perário, de 32 anos. Segundo o jornal Extra, a carioca já vinha sofrendo violência doméstica e foi morta após receber imagens de corações no celular, através do WhatsApp. A vítima ainda tentou pedir socorro, mas não resistiu e caiu na calçada, já morta. Uma mensagem no celular dela provocou uma crise de ciúmes. Ele começou a agredi-la e terminou esfaqueando a mulher diversas vezes. Parentes e vizinhos viram o crime. Foi o que possibilitou a captura dele no sábado”, disse o delegado Ellington Vieira, diretor da Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro. Segundo testemunhas, as brigas entre o casal eram constantes e a mulher já tinha sido agredida várias vezes pelo marido e nunca tinha denunciado. “Esta foi uma tragédia anunciada. Nós fazemos um apelo para que as vítimas denunciem seus agressores à polícia. A mulher que apanha hoje pode ser morta amanhã”, disse o delegado ao jornal Extra. Fábio estava foragido e foi capturado pela PM após uma denúncia anônima na cidade de Nova Iguaçu.