Com informações do G1 AC
fotos_presa_rindo_3

Sorrindo, mulher diz que não tem mais como chorar, após ser presa com 42,5 quilos de maconha | Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Durante apresentação na Delegacia de Investigação Criminal (DIC), a suspeita de tráfico de drogas Maria Amanda Freitas Gama, de 20 anos, não conteve o riso e caiu na gargalhada ao assumir ser dona de 42,5 quilos de maconha e mais R$ 4,2 mil em dinheiro apreendidos na quarta-feira (20) em Rio Branco, capital do estado do Acre. “Tem que rir, porque chorar não dá mais”, disse entre risos. A presidiária do semiaberto, Fábia Pereira da Silva, de 35 anos, também deve ser indiciada pelo crime. As duas mulheres foram presas com outros dois homens, que, segundo o delegado Sérgio Lopes, após serem ouvidos pela polícia foram liberados. Além deles, um menor foi apreendido. “É minha mesmo. Se é minha, eu assumo”, disse Maria Amanda. O delegado Sérgio Lopes afirma que a polícia acredita que existam outras pessoas envolvidas neste caso por conta da grande quantidade de drogas. “As investigações vão continuar, para que a gente possa identificar outras pessoas envolvidas com essa quadrilha”, diz.