Share Button
A presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR) 07/06/2018 - Agência Senado

A presidente do PT, Gleisi Hoffman (PR) | Agência Senado

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR), criticou o discurso do presidente Jair Bolsonaro, que pregou a libertação do socialismo, durante cerimônia de posse, nesta terça-feira (1°), em Brasília. “Todo governo que não tem projeto precisa de um inimigo a ser combatido. Nós somos o do Bolsonaro, mas não temos medo e vamos enfrentá-lo”, disse, à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Ela ironizou a escolha retórica do presidente e disse que ele estreou sem mostrar o que fará com o país. “Temos 15 milhões na miséria, não universalizamos nem a educação básica. Onde está o socialismo?”. Hoffmann vai reunir os líderes da sigla no Congresso, a cúpula da Fundação Perseu Abramo e a do Instituto Lula no dia 14 de janeiro para começar a discutir a linha de atuação diante da ascensão de Bolsonaro. “Oposição é oposição”, contou Gleisi. Dirigentes de partidos que estão alinhados aos interesses de Bolsonaro reconheceram, em privado, que ele deixou a desejar ao não listar medidas ou dialogar com problemas concretos, como o desemprego.